Homem é preso após furtar bikes e debochar da polícia: “Não dá nada”

Vítimas que tiveram as bicicletas furtadas e comerciantes que foram alvos dos crimes praticados pelo homem acionaram a Polícia Civil.

Equipes da 5ª Delegacia de Polícia (Área Central) prenderam o morador de um condomínio no Setor de Hotéis e Turismo Norte (SHTN), de 60 anos, após ele furtar bicicletas e produtos em uma loja de conveniência. O suspeito chegou a ser confrontado por uma vítima, que ameaçou registrar um boletim de ocorrência. Em resposta, o criminoso afirmou que “não daria nada”.

A prisão ocorreu nesta quinta-feira (14/9) e o homem estava sendo investigado pela prática de dois crimes de furto, ambos cometidos no apart hotel de sua residência. No primeiro crime, cometido em 2 de julho último, o autor levou, em duas ocasiões distintas: a primeira, por volta das 19h, e a segunda, das 23h. Diversas mercadorias do interior da loja de auto atendimento foram furtadas causando o prejuízo de R$ 400.

No segundo crime, cometido em 8 de agosto, por volta das 5h, o suspeito subtraiu duas bicicletas de propriedade de uma vizinha, as quais estavam fixadas em um uma viga de madeira em sua vaga de garagem. Ambos os crimes foram captados pelas câmeras de segurança do local e foram registrados na PCDF pelas vítimas.

Prisão preventiva

Durante a investigação foi representado pela decretação da prisão preventiva do autor e pela expedição de mandado de busca e apreensão para sua residência. Apenas a segunda medida foi deferida judicialmente, tendo sido cumprida nesta quinta. Na busca foram encontrados no apartamento do autor objetos suspeitos de serem produtos de furtos, como também uma pequena porção de maconha e um pássaro silvestre, o qual estava sendo mantido em uma pequena gaiola.

Diante do resultado da busca, o autor acabou detido em flagrante delito pelos crimes de posse de drogas para consumo pessoal, maus tratos a animais e por manter animal silvestre em cativeiro. Por se tratarem de infrações de menor potencial ofensivo, o autor foi liberado após assinar o termo de compromisso de comparecer em juízo quando intimado.

Os objetos suspeitos de serem produtos de crimes foram apreendidos e a investigação prossegue no sentido de ser apurada a origem deles. As bicicletas subtraídas não foram encontradas e, quem tiver informação sobre o paradeiro das mesmas pode informar a PCDF através do telefone 197.

Fonte: Metrópoles

About equipemc

Check Also

Brasil passa a exigir visto de turistas da Austrália, Canadá e dos EUA

Documento será exigido em fronteiras terrestres, portos e aeroportos Os cidadãos da Austrália, Canadá e …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *