Defesa de Anderson Torres entra com novo pedido de revogação da prisão

Os advogados que defendem o ex-secretário de Segurança Pública do DF acreditam que, por ele não ocupar nenhum cargo no GDF, não vai interferir nas investigações do STF.

Na tarde desta segunda-feira (10/4), a defesa do delegado federal Anderson Torres, ex-secretário de Segurança Pública do DF e ex-ministro da Justiça do governo de Jair Bolsonaro (PL), entrou com um novo pedido de revogação da prisão preventiva junto ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre Moraes.

O pedido se baseia, entre outros argumentos, no fato de que Torres “não ocupa mais cargo na administração do Distrito Federal e que […] não teria qualquer condição de interferir no curso das investigações”. O ex-secretário está detido, desde 14 de janeiro, no 4º Batalhão da Polícia Militar, localizado no Guará.

No documento, a defesa destaca que o delegado, mesmo já estando fora do Brasil no dia dos atos antidemocráticos, “buscou conter a crise instalada, a qual não imaginava que poderia acontecer”. Os advogados lembraram que, durante a elaboração do Plano de Ações Integradas (PAI), “as informações de inteligência sequer davam conta da magnitude dos atos que viriam a ocorrer em 8 de janeiro”.

A defesa também destacou que “muitos dos responsáveis pela execução pessoal dos atos de vandalismo do dia 8 de janeiro já tiveram as suas prisões revogadas”. “Em um universo de 2.151 presos (investigados), 745 foram liberados imediatamente por questões humanitárias. Dos 1.406 custodiados que tiveram o flagrante confirmado após a audiência de custódia, somente 263 continuam segregados”, enumerou o documento.

Os advogados de Torres classificaram a manutenção de sua prisão como uma “grande injustiça”. “Ela só se justificaria sob a ótica da antecipação do juízo de valor sobre o mérito (culpa) da causa, o que é iniludivelmente avesso ao sistema acusatório, ao Estado de Direito e ao princípio constitucional da presunção de inocência”, afirmam.

Em fevereiro último, a defesa de Torres já havia entrado com pedido de liberdade, mas a solicitação foi negada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). 

Fonte: Correio Braziliense

About equipemc

Check Also

Brasil passa a exigir visto de turistas da Austrália, Canadá e dos EUA

Documento será exigido em fronteiras terrestres, portos e aeroportos Os cidadãos da Austrália, Canadá e …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *