Governo Federal sanciona lei que incorpora bula digital de medicamentos

Nova legislação representa avanço tecnológico e amplia acessibilidade.

O Governo Federal sancionou nesta quinta-feira (12) a lei que implementa a bula digital de medicamentos. O objetivo é ampliar e facilitar o acesso à bula, no formato eletrônico, com informações obrigatórias como composição, utilidade, dosagens, contra-indicações, etc.

O novo texto, de 2021, altera a lei de 2009. A versão digital da bula por meio da inserção do Quick Response Codes (QRCodes) nas embalagens de medicamentos trará muitos benefícios por possibilitar o uso de recursos multimídia, aprimorando a sua apresentação e visualização. O novo formato pode apresentar ainda ilustrações, quando necessário, e permite a transformação do texto em áudio, o que trará acessibilidade às pessoas com deficiência e analfabetos, assim como poderá conter links para outros documentos explicativos.

A legislação define que o controle será realizado por meio do sistema de identificação de medicamentos, com tecnologias de captura, armazenamento e transmissão eletrônica de dados. O texto estabelece também que as embalagens dos medicamentos deverão conter o código de barras bidimensional de leitura rápida que direcione ao endereço na internet que dê acesso à bula digital.

As bulas digitais devem ser hospedadas em links autorizados pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa). A inclusão de informações digitais não substituirá a necessidade da apresentação também em formato de bula impressa.

Fonte: Ministério da Saúde com informações da Secretaria Especial de Comunicação Social

Check Also

“Bolsonaro chega ao 1º turno na frente”, diz Ciro Nogueira

Integrante do núcleo duro bolsonarista está convencido de que o chefe do Planalto conseguirá reverter …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.