segunda-feira , 21 outubro 2019
Home / Saúde / Você já ouviu falar de Eustresse e Distresse?

Você já ouviu falar de Eustresse e Distresse?

Se você pensou em estresse, você acertou. Os dois termos são derivados do Stresse, sendo que um diz respeito ao estresse positivo e o outro, estresse negativo, vamos entender melhor como isso pode afetar nosso comportamento e nossa vida diária.

EUSTRESSE, utiliza o prefixo grego EU, que significa bom ou bem, ou seja, estresse bom. Este se manifesta quando vivenciamos situações prazerosas, por exemplo, quando estamos apaixonados, quando a pessoa vive a eminência de ser aprovada num processo seletivo importante, de ganhar um excelente bônus ou promoção no trabalho ou quando, de modo geral, nos sentimos muitos felizes ou eufóricos com determinada situação.

Quando sentimos o eustress estamos num estado mental extremamente positivo, o que é muito bom, pois nos faz pensar coisas positivas e agir deste modo também. Entretanto quando, além disso, a ansiedade vem para lhe acompanhar; esta energia boa pode acabar sendo substituída por sentimentos não tão bons assim e passando a deixar a pessoa nervosa, agitada, com dificuldades para se concentrar ou dormir, por exemplo.
Desta forma, até mesmo as situações que trazem estresse positivo, em decorrência desta ansiedade generalizada, acabam sendo foco de certo sofrimento mental, uma vez que enquanto o acontecimento não se concretiza, o indivíduo não consegue pensar em outra coisa, além disso.

E o Distress?

Diferente do eustress, o distress não tem nada de positivo, pois é proporcionado por situações e acontecimentos ruins, infelizes e tristes, o que causa grande sofrimento mental, físico e espiritual à pessoa. A origem deste tipo de estresse são os sentimentos de: tristeza, abandono, desamparo, perda, tensão, medo, cansaço, desrespeito, ansiedade e desvalorização, por exemplo.

Normalmente sentimos o distress quando algo nos contraria muito e, especialmente, quando isso vai de encontro às nossas crenças e valores pessoais. Como exemplos de situações que causam este estresse negativo, podemos citar: o final conturbado de um relacionamento amoroso, fraterno ou profissional, a morte de entes queridos, um momento de doença na família, casos de violência ou de uma crise financeira inesperada.
Sabe-se que a linha entre o Eustresse e o Distresse é muito tênue, necessitando de autoconhecimento para compreender o limite do que é saudável e do que efetivamente é necessário para manter-se bem diante das intempéries da vida.

Sobre Cláudia Siqueira Campos

Cláudia Siqueira Campos Psicóloga clínica e Terapeuta Sexual - CRP 01/5762

Veja também

O papel do profissional de Psicologia

Em algum momento de nossa vida nos deparamos com conflitos, dificuldades, tristezas, desesperança, sentimentos de …

Transtorno bipolar

No passado, o transtorno bipolar era conhecido pelo nome de psicose maníaco-depressiva, uma doença psiquiátrica …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *