SSP-DF define detalhes do esquema de segurança para diplomação de Lula

Lula (PT) será diplomado em 12 de dezembro. Haverá um centro de operações e reforço de policiais e bombeiros durante o dia.

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF) definiu os últimos detalhes do esquema de segurança montado para o dia da diplomação do presidente eleito Lula (PT). A solenidade, marcada para a próxima segunda-feira (12/12), às 14h, será realizada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com o plano da SSP, haverá reforço de policiais, atuação de equipes de atendimentos de emergência, maior efetivo nas delegacias responsáveis pela região central de Brasília e ações de trânsito nas principais vias de acesso ao TSE.

Toda a movimentação será acompanhada pelas forças de segurança do DF, por meio de imagens e informações enviadas ao Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob).

Para atender às ocorrências durante o evento com maior rapidez, será montada uma Cidade da Segurança, ao lado do TSE. A estrutura dará apoio aos agentes durante a operação. As forças de segurança terão base no local.

“Colocaremos em prática o planejamento prévio e integrado para maior segurança durante a diplomação, evento formal que antecede a posse presidencial, em 1º de janeiro”, informa o secretário de Segurança Pública, Julio Danilo.

“Teremos ações de segurança traçadas especialmente para este dia e, claro, com base em eventos do tipo já coordenados pela Segurança Pública do DF. A movimentação será monitorada, em tempo real, com apoio de equipes de inteligência em campo, para ajustes e atuação mais rápida, se necessário”.

Reforço do policiamento e trânsito

O policiamento será reforçado pela Polícia Militar do DF (PMDF). Unidades especializadas da corporação, como as tropas de choque, cavalaria, operações aéreas, policiamento com cães e operações especiais, estarão no local para apoio, caso seja necessário. O TSE também contará com segurança própria, feita pela Polícia Judicial.

O Departamento de Trânsito do DF (Detran) atuará no controle e organização do fluxo nas proximidades do tribunal. As vias nas imediações do TSE serão fechadas e protegidas por gradis. A reabertura para trânsito de veículos será feita após o término do evento e avaliação das autoridades de segurança pública.

As ocorrências policiais serão concentradas na 5ª Delegacia de Polícia. Haverá reforço no contingente da delegacia, além de policiais de prontidão para eventuais acionamentos.

Equipes do Corpo de Bombeiros (CBMDF) estarão em diferentes pontos nas proximidades do TSE e poderão ser acionadas a qualquer momento. O posto de comando do CBMDF estará na Cidade da Segurança, ao lado do TSE.

Órgãos locais e federais que participam da operação estarão estruturados para atuar em caso de possíveis manifestações. Há dois espaços separados por grades destinados a diferentes públicos na lateral do TSE.

O que é a diplomação

Na cerimônia de diplomação, o TSE atestará que os candidatos à Presidência da República e à Vice-Presidência foram efetivamente eleitos e estão aptos a tomar posse nos cargos.

Os diplomas só podem ser entregues após o término do prazo de questionamento legal do resultado e de processamento final do resultado das eleições.

Os postulantes precisam ter o diploma em mãos para tomar posse dos cargos públicos para os quais foram eleitos. Candidatos que tiveram o registro indeferido não podem ser diplomados.

Os documentos são assinados pelo presidente do TSE, no caso do presidente e vice, e pelos TREs, nos estados para cargos de governador, senador, deputado federal e estadual ou distrital.

Fonte: Metrópoles

About equipemc

Check Also

Haddad quer união internacional para taxar super-ricos

Proposta foi defendida em reunião de ministros de Finanças do G20 O ministro da Fazenda, …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *