terça-feira , 22 outubro 2019
Home / Destaque / Primeiro núcleo urbano do DF, Planaltina faz 160 anos

Primeiro núcleo urbano do DF, Planaltina faz 160 anos

Planaltina é história pura. Pelas ruas da parte mais antiga, as construções preservadas remetem a um período em que a capital da República, Brasília, não passava de um sonho. Na segunda-feira (19) o mais antigo núcleo urbano do Distrito Federal completa 160 anos. Com vocação religiosa e agrícola, a região administrativa na Saída Norte viu de camarote o surgimento do quadradinho, mas quem nasceu, cresceu e criou família ali jura que não a trocaria por nada.

Tenho muita consideração por Planaltina. Costumo dizer que a cidade é a pátria da gente. Aqui, nunca me senti mal. Pelo contrário, tudo o que conquistei foi aqui. Sou muito feliz, tenho muitos amigos – Adarci Pereira do Amaral, 83 anos, que tem seis filhos, 16 netos e oito bisnetos, todos criados na cidade do coração

Adarci Pereira do Amaral está prestes a fazer 84 anos. Foi na cidade de 1.537 quilômetros quadrados a  38,5km do Plano Piloto que ele cresceu e formou família. Foi pedreiro e carpinteiro, casou-se em 1958 na Igreja São Sebastião, construída pelos escravos em 1890 com paredes de barro, e esteve junto da esposa por 54 anos – até o falecimento da amada.

Planaltina mantém muitas tradições interioranas, como as do seu Adarci – que cresceu participando da Folia do Divino  Espírito Santo. Por pelo menos 25 anos, ele foi cavaleiro. Pelas suas contas, chegou a cavalgar por dez dias nesses períodos. Neste ano, a festividade foi realizada pela 137ª vez.

Na frente da igreja onde se casou há 61 anos, Adarci fala da relação de amor com Planaltina. Foto: Lúcio Bernardo Jr. / Agência Brasília

Falando em tradição religiosa, é ali onde ocorre a maior festa de devotos do DF, a Via-Sacra do Morro da Capelinha, que reuniu 15 mil pessoas na 46ª edição da encenação da Paixão de Cristo. Planaltina também abriga vários pontos turísticos, como a Lagoa Bonita, a Cachoeira do Pipiripau, o Centro Histórico e o Vale do Amanhecer. A Estação Ecológica de Águas Emendadas, a mais importante reserva ambiental da América do Sul, também fica nas proximidades.

Mais antiga do DF

Planaltina é o núcleo urbano o mais antigo do DF. Ela teve origem com as incursões realizadas pelos bandeirantes paulistas e fez parte dos primeiros estudos da Comissão Exploradora do Planalto Central, liderada por Luiz Cruls (1892). A cidade nasceu em 19 de agosto de 1859 como Distrito de Mestre D’armas — em homenagem a um armeiro que vivia na região —, em Formosa (GO). Em 1917, ela foi batizada com o nome atual.

Pedra Fundamental da capital colocada próximo a Planaltina em 7 de setembro de 1922 – um marco da interiorização  –  Foto: Vinícius de Melo / Agência Brasília

Em 1922, após a passagem da Comissão Cruls, o então presidente da República, Epitácio Pessoa, determinou o assentamento da Pedra Fundamental, onde se pretendia construir a futura capital do Brasil – um monumento em homenagem fica no Morro da Capelinha.

A partir da década de 1960, Planaltina iniciou um período de incremento populacional derivado da criação da nova capital, com o surgimento de novas áreas habitacionais ao redor do núcleo tradicional acompanhando o traçado viário existente.  Em 1964, a Lei nº. 4.545 de 10 de dezembro dividiu o Distrito Federal em oito Regiões Administrativas, sendo Planaltina a RA VI.

1964 foi o ano em que Planaltina se tornou a RA VI

Adarci, que nasceu, cresceu e firmou laços na região, lembra bem do crescimento. Ele conta que construção de Brasília mexeu com a cidade, tornando cada dia único. “Foi uma mudança radical e especial, mas trouxe muita oportunidade. Quando paro para pensar, parece que tudo foi um sonho”, revela. De tanta novidade, já não consegue acompanhar os nomes dos setores.

Ruas antigas:  construções preservadas remetem a um período em que Brasília era só um sonho. Foto: Lúcio Bernardo Jr / Agência Brasília

Cuidados do governo

Segundo a Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (Pdad), da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan), Planaltina tinha, em 2018, mais de 177 mil habitantes – com renda média mensal domiciliar de R$ 3.272,6 e per capita de R$ 1.140,6.  A maioria, mulheres (51,7%). Ali, a maior parte dos moradores nasceu no DF.

“Planaltina é o berço de Brasília. Temos famílias pioneiras, muitos pontos turísticos e 27% de toda a área rural do DF. Tem jeitinho de interior, onde todos se conhecem de alguma forma”, conta o administrador regional, Gilson Amorim Sobrinho. Nos últimos tempos, diz, muitos empresários chegaram à região, tornando-a autossustentável e economicamente atrativa.

Gilson Sobrinho, administrador de Planaltina. Foto: Lúcio Bernardo Jr / Agência Brasília

Importante para a história da capital, o governo investe na cidade. Na saúde, foi anunciado e será construído o anexo do Hospital Regional de Planaltina, com Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e hemodiálise. Uma Unidade Básica de Saúde (UBS) foi inaugurada e outras duas estão em construção. Também está prevista a construção de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para acolher os pacientes dali.

Na Educação, a comunidade escolar do Centro Educacional (CED) Estância III escolheu fazer parte do modelo de gestão compartilhada entre as secretarias de Educação e de Segurança. Além disso, a esperada inauguração da sede do Centro Interescolar de Línguas (CIL) ampliará de 600 para 2,6 mil estudantes. Hoje, as aulas são ministradas de forma improvisada.

A população da cidade também têm à disposição as duas delegacias 24 horas por dia. Antes em funcionamento em horário comercial, a 31ª e a 16ª delegacias de Polícia foram reabertas no início do ano. Além disso, Sobrinho conta que, por causa da extensa área e produção rural, deve ser construído um Galpão do Produtor e uma Central de Abastecimento (Ceasa). O GDF Presente, por sua vez, faz manutenções diárias na cidade.

Agosto festivo 

As celebrações do aniversário vão até o fim do mês. É domingo (18), porém, quando a maior festividade acontecerá, com corte de bolo e as tradicionais Cavalgada Rancho do Cowboy, Costelão da Maçonaria e Dia Temático, além de passeio ciclístico e campeonato de skate. Muitos dos eventos são feitos em parceria com empresários da cidade que, com a mesma relação de carinho, doam para celebrar a história de Planaltina.

FONTE: Agência Brasília 

Sobre Minha Capital

Veja também

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia começa nesta segunda-feira

Começa hoje (21) a 16ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que promoverá eventos …

WHINDERSSON NUNES EM BRASÍLIA

Data: 19 de Outubro de 2019, Sábado Hora: 20h00 Local: Ginásio Nilson Nelson, Eixo Monumental …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *