Polícia do DF cumpre mandados contra grupo suspeito de usar fotos de políticos para aplicar golpes

Segundo investigação, criminosos se passavam por autoridades políticas para pedir dinheiro à pessoas conhecidas. Buscas e apreensões foram feitas em Pernambuco.

A Polícia Civil do Distrito Federal deflagrou, nesta quarta-feira (5), uma operação contra um grupo suspeito de usar fotos de ministros e presidentes de partidos políticos para aplicar golpes. Os investigadores cumpriram três mandados de busca e apreensão em Pernambuco.

De acordo com a investigação, os criminosos criavam perfis falsos no WhatsApp e colocavam fotos das autoridades. A partir disso, segundo a Polícia Civil, eles pediam dinheiro para conhecidos desses políticos, que trabalhavam nos ministérios.

Em seguida, o grupo transferiam os valores para várias contas, com objetivo de ocultar a origem ilícita do dinheiro. O nome dos investigados não foi divulgado, assim como os nomes dos políticos usados nos golpes.

Os policiais informaram que, durante o cumprimento de um dos mandados, foi identificado que os suspeitos usavam uma central de distribuição de sinal de internet clandestina para criar os perfis falsos.

Durante a operação, foram apreendidos equipamentos de informática que serão periciados pelo Instituto de Criminalística.

Os policiais disseram que um dos mandados foi cumprido em uma favela localizada no Bairro da Piedade (PE) e, por isso, houve “complexidade de acesso”. “O principal suspeito da investigação acabou percebendo a presença da polícia e fugiu do local”, disse a corporação.

A operação foi batizada de “Shark Attack” — ataque de tubarão, em inglês. A ação é das delegacias Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC) e da 5ª Delegacia de Polícia, na área central de Brasília.

Fonte: G1 DF

About equipemc

Check Also

Flávio Dino reitera compromisso de atuar com imparcialidade no STF

Ele chega ao Supremo aos 55 anos e pode permanecer por 20 anos O ministro …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *