Mulher inventa sequestro para pagar dívida com agiota sem que marido soubesse, no DF

Segundo ela, suspeitos teriam anunciado sequestro e usado cartão de crédito para fazer compras. Mulher chegou a reconhecer homem inocente como sendo um dos autores do crime.

A Polícia Civil afirma que uma mulher de 31 anos registrou um boletim de ocorrência, na última quarta-feira (8), de um sequestro, em Taguatinga, no Distrito Federal. Ela chegou a reconhecer um homem inocente como sendo um dos autores do roubo (veja detalhes abaixo).

No entanto, durante as investigações, a corporação descobriu que ela estava mentindo. Segundo a polícia, ela devia R$ 7,9 mil para um agiota, mas não tinha dinheiro para pagar. Por isso, ela pegou o cartão de crédito do marido, sem que ele soubesse.

Como ele não sabia da dívida e a mulher não queria que ele descobrisse, ela inventou que havia sido sequestrada e que os ladrões haviam usado o cartão de crédito durante o crime. A mulher foi autuada por denunciação caluniosa. Ela foi solta em audiência de custódia.

De acordo com a Polícia Civil, se for condenada pelo crime, a mulher pode pegar até oito anos de prisão. O caso é investigado pela 27ª Delegacia de Polícia, no Recanto das Emas.

Falso sequestro

Aos policiais, a mulher disse que tinha sido rendida por dois homens em uma moto, em Taguatinga. Após anunciarem o sequestro, os suspeitos teriam usado o cartão de crédito para fazer compras no valor de R$ 10 mil, segundo os relatos da mulher.

Em seguida, eles teriam fugido. A mulher registrou o boletim de ocorrência na delegacia do Recanto das Emas. De acordo com o delegado, ela chegou a reconhecer um homem, inocente, como sendo um dos autores do roubo.

No entanto, analisando as câmeras de segurança, os investigadores viram a mulher saindo do próprio carro. Questionada, ela confessou que, na verdade, devia R$ 7,9 mil a um agiota, colega de trabalho dela.

Como não tinha dinheiro para pagar, segundo o relato, ela usou o cartão de crédito do marido, que não sabia da cobrança. O marido, inclusive, insistiu para que a mulher registrasse o boletim de ocorrência do suposto sequestro.

Fonte: G1 DF

About equipemc

Check Also

Haddad quer união internacional para taxar super-ricos

Proposta foi defendida em reunião de ministros de Finanças do G20 O ministro da Fazenda, …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *