Estimativa para a inflação de 2023 cai pela quarta vez seguida

Analistas do mercado financeiro revisaram a projeção do IPCA para este ano de 5,69% para 5,42%, segundo dados do Boletim Focus.

Dados do Boletim Focus, divulgado na manhã desta segunda-feira (12/6) pelo Banco Central, mostram que a expectativa para a inflação deste ano apresentou nova queda: após estimar que o Índice Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) teria um avanço de 5,69% no final de 2023, os analistas do mercado financeiro estimam que o indicador deve subir apenas 5,42%.

A oscilação da projeção para baixo é a quarta queda consecutiva da estimativa. Há cerca de um mês, os analistas esperavam que o aumento da inflação neste ano seria de 6,03%. Durante esse período, a diminuição das tensões envolvendo o governo federal e o Banco Central, além da sinalização de uma possível queda na taxa de juros, influenciaram no otimismo do mercado financeiro, o que fez com que a projeção para o IPCA tivesse um recuo de 0,61% nas últimas quatro semanas.

O mercado também revisou o avanço da inflação nos próximos três anos. Para 2024, o índice que mede a variação nos preços para o consumidor deve subir 4,04%, ante 4,12% da semana passada. Já em 2025 e 2026, as novas projeções sinalizam aumentos de 3,90% e 3,88%, respectivamente.

PIB maior

Com uma inflação menor, a expectativa dos analistas é de que a economia brasileira cresça ainda mais em 2023. O Boletim Focus aponta que o Produto Interno Bruto (PIB) deve apresentar um crescimento de 1,84% neste ano, o que representa um aumento de 0,16% em relação à projeção da semana anterior, quando a expectativa de avanço era de 1,68%.

No entanto, para o ano que vem, o mercado prevê um aumento menor, de 1,27%, ante 1,28% da semana passada. Em 2025 e 2026, o PIB deve crescer 1,80% e 1,95%, segundo o relatório.

Dólar e Selic

Após uma semana com forte queda no valor do dólar comercial no Brasil, que desvalorizou cerca de R$ 0,10 durante o período e alcançou o patamar de R$ 4,87 — o menor valor para um fechamento em um ano —, a projeção para o câmbio no fim do ano se manteve inalterada, com a expectativa de que  a moeda norte-americana seja comercializada no país no valor de R$ 5,10 em dezembro de 2023.

Já a previsão para a Taxa Básica de Juros Selic também segue no mesmo patamar das últimas semanas, aos 12,50% ao ano. Atualmente, a taxa é de 13,75%.

Fonte: Correio Braziliense

About equipemc

Check Also

Haddad quer união internacional para taxar super-ricos

Proposta foi defendida em reunião de ministros de Finanças do G20 O ministro da Fazenda, …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *