Embraer fecha financiamento internacional de US$ 630 milhões

No total, há 14 instituições envolvidas no grupo financeiro que realizou o empréstimo, que deverá ser executado em até três anos.

A Embraer (EMBR3) anunciou, nesta segunda-feira (17/10), a tomada de crédito rotativo de até US$ 650 milhões junto a um grupo de instituições financeiras composto por PNC Bank, Crédit Agricole, Natixis, MUFG e Santander. Embora o valor inicial a ser obtido pela empresa brasileira seja de US$ 630 milhões, poderá ser elevado em US$ 20 milhões em até 90 dias. O empréstimo deverá ser executado em três anos, com possibilidade de ser prorrogado por mais dois. 

No total, há 14 instituições envolvidas no grupo financeiro. O empréstimo terá juros de 1,50% ou 1,85% ao ano, a depender da classificação da Embraer no mercado, e foi negociado pelas subsidiárias Embraer Aircraft Holding e Embraer Netherlands Finance, com garantia da própria companhia.

De acordo com o comunicado à imprensa, a Embraer não fechava um acordo desse tipo desde 2010. A linha pode ser alterada nos próximos 12 meses para incluir temas de sustentabilidade.

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer (NYSE: ERJ) tem negócios em Aviação Comercial e Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A empresa projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, fornecendo Serviços e Suporte aos clientes no pós-venda. Desde que foi fundada em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves.

De acordo com a empresa, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola em algum lugar do mundo, transportando mais de 145 milhões de passageiros por ano. É a principal fabricante de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil.

A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviços e distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Fonte: Correio Braziliense

About equipemc

Check Also

Haddad quer união internacional para taxar super-ricos

Proposta foi defendida em reunião de ministros de Finanças do G20 O ministro da Fazenda, …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *