Com aumento de crimes, porteiros da 211 Norte serão treinados pela PMDF

No intuito de trazer maior segurança para moradores da 211 Norte, a prefeitura se alinhou com o 3º BPM para promover o treinamento.

Preocupados com a insegurança gerada pelo aumento de crimes a pedestres na região, a prefeitura da 211 Norte, em conjunto com os moradores da quadra, uniram-se em busca de iniciativas para reduzir a criminalidade no local. Neste sábado (15/4), cerca de 40 porteiros passarão por treinamento da Polícia Militar do DF (PMDF) de prevenção à transgressões na quadra.

Ao Metrópoles a prefeita da quadra, Camila Coelho, 41 anos, relatou que, desde 2021, os moradores são monitorados pela Rede de Vizinhos Protegidos (RVP), projeto da corporação, por meio de um grupo no WhatsApp, que reúne mais de 200 pessoas. Porém, nos últimos meses, esse acompanhamento não tem sido o suficiente para evitar a ocorrência de crimes na quadra.

“Acompanhamos relatos dos moradores pelo grupo de mensagens e vemos uma insegurança gerada por moradores de rua que abordam as pessoas que circulam pela quadra e chegam a perseguir e, até mesmo, agredir. Nesta semana, tivemos uma conversa com a administração do Plano Piloto em que foi falado a respeito de criminosos que se passam por pessoas em condição de rua para cometer furtos e roubos”, relatou Camila.

No intuito de trazer maior segurança para o local, a prefeitura se alinhou com o 3º Batalhão da PMDF para promover um treinamento aos porteiros, visto que são os que ficam mais vulneráveis às abordagens na quadra.

“Os porteiros, que tem como uma das funções a vigilância, conseguem monitorar o que acontece ao redor do bloco onde trabalha, se uma pessoa estranha aparece por perto e ele desconfia é feito o alerta no grupo Rede de Vizinhos Protegidos e a comunicação entre os porteiros de plantão através do rádio”, ressaltou a prefeita.

De acordo com a prefeita, a insegurança dos moradores é maior no período noturno, principalmente nos locais em que não há iluminação suficiente, mesmo já tenha sido solicitada à

“Nesta semana, uma das vizinhas usou o grupo para relatar sobre um homem que estava usando crack escondido atrás de uma árvore. De certa forma, acaba que limita aquele morador que precisa passear com o cachorro à noite porque se sente inseguro pela falta de iluminação principalmente na área verde”, conta.

Morador há 30 anos da quadra, o síndico do Bloco C, Eudes Cipriano, avalia que os últimos meses têm sido o período de maior criminalidade na 211 Norte.

“Meu prédio é o mais próximo do Eixinho e, bem na frente dele, tem um acesso para a passagem subterrânea e a parada de ônibus, locais de circulação de muitas pessoas. No final de dezembro, duas jovens foram assaltadas próximo ao meu bloco. Elas tiveram os celulares roubados por um homem armado com uma faca”, relembra.

Porteiros em ação

O porteiro do Bloco E, Ederson dos Santos, 42 anos, acredita que o treinamento vai contribuir para melhorar a atuação deles também como vigilantes dos prédios.

“Esses criminosos ficam estressados quando começamos a monitorar a movimentação deles na quadra. As orientações da polícia vão permitir que a gente saiba como agir em uma situação como essa, para evitar uma abordagem malfeita ou que sejamos atacados”, detalha Ederson.

Ainda, segundo Ederson, a maior preocupação dos porteiros é a presença de suspeitos armados. “Os criminosos aproveitam um momento de descuido nosso para furtar um extintor ou, até mesmo, um vaso de planta. Às vezes, nossa presença inibe que eles cometam um crime, mas se estiverem armados, nós ficamos totalmente vulneráveis”, comenta.

O Sargento Muniz, do 3º BPM, explica que o monitoramento faz parte das ações previstas na Rede de Vizinhos Protegidos.

“Recebemos mensalmente as informações oriundas da Secretaria de Segurança Pública e tratamos estes dados. Colocamos em forma gráfica para termos um termômetro de como está a criminalidade em nossa área. A partir do treinamento, desenvolveremos ações de prevenção criminal com a presença dos profissionais e moradores da quadra”, detalha o Sargento.

De acordo com o PM, as ações de prevenção criminal são relativas à segurança de portarias, câmeras de vigilância, estacionamento e aos pedestres.

Fonte: Metrópoles

About equipemc

Check Also

Haddad quer união internacional para taxar super-ricos

Proposta foi defendida em reunião de ministros de Finanças do G20 O ministro da Fazenda, …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *