Caixa diz que investigações contra Guimarães corriam em sigilo

Segundo o banco, seu canal de denúncias é administrado por um órgão externo à instituição, por isso os casos não eram de conhecimento de outros setores.

Em posicionamento oficial, nesta quarta-feira (29/6), a Caixa Econômica Federal afirmou que as investigações das denúncias de assédio pelo ex-presidente Pedro Guimarães corriam em sigilo, por isso não eram de conhecimento de outras áreas do banco.

“Por oportuno, a Caixa destaca que o seu canal de denúncias é administrado por órgão externo à instituição, que garante a transparência, segurança e proteção para denunciantes (empregados, clientes, usuários, terceirizados, parceiros) que queiram apontar atos ilícitos cometidos por empregados Caixa ou que tenham tido sua participação”, disse o banco em nota.

De acordo com o comunicado, a Corregedoria admitiu a denúncia e deu notícia ao denunciante. Foram realizadas diligências internas que resultaram em material preliminar, que está em avaliação.

Demissão após as denúncias

Em carta, Guimarães oficializou o seu pedido de demissão do cargo no fim da tarde desta quarta. Ele negou as acusações e disse ser colocado em uma “situação cruel, injusta, desigual e que será corrigida na hora certa com a força da verdade”.

Fonte: Correio Braziliense

About equipemc

Check Also

Emenda flexibiliza proibição de sacolas plásticas no DF

Deputada apresentou texto que amplia o prazo para adequação dos estabelecimentos comerciais para janeiro de …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.