segunda-feira , 26 outubro 2020
Home / Decoração & Festas / Aos pés do Redentor

Aos pés do Redentor

Saudações floridas!

Pra quem não me conhece, sou a Carol Calil, artista floral, ou melhor, mensageira da primavera e apaixonada por tudo que é matinho que cresce nesse mundo. Inauguro hoje essa coluna para dar dicas sobre plantas, flores e decoração de casas e eventos com essas belezuras da natureza. Se tiver alguma dúvida ou curiosidade nessa área, é só me mandar para que nossos posts sejam a cara de vocês.

Não daria para começar sem falar sobre o casamento que que balançou o mundo dos eventos nesta terça-feira, 15.01, logo cedo, às 5h30 da manhã, pra ser mais exata. Para as pessoas acometidas pelo bom humor matinal, casar ao nascer do sol rende belíssimas fotos e um brunch que, além de elegante, pode dispensar as bebidas alcoólicas e reduzir um pouco os gastos. Apesar de que, se me tirarem da cama a essa hora, é melhor me servir uma mimosa para dissipar a nuvenzinha cinza.

A médica e influencer Romana Novais e o DJ Alok disseram sim aos pés do Cristo Redentor no Corcovado. As fotos e vídeos invadiram as redes sociais e logo despertaram o interesse dos corações apaixonados. Aos pombinhos casadouros, é possível se inscrever para o casamento aos pés do Cristo ou na Capela de Nossa Senhora de Base pelo site oficial da atração. A capacidade da capela é de 22 pessoas sentadas e de 10 a 15 em pé. E para quem pensou que o valor não seria acessível aos mortais, a taxa para casamento em 2019 é de R$2,7 mil acrescida de uma doação para o santuário, nada exorbitante se considerarmos outras locações. No entanto, para conseguir o visual etéreo minimalista que vimos nesse casamento, com música instrumental ao vivo e cascatas de orquídeas Phalaenopsis, alta costura e nomes famosos no ramo de eventos, a cifra final pode ser consideravelmente mais alta.

https://www.instagram.com/p/BsrL8pSFhUX/?utm_source=ig_web_button_share_sheet

Vamos falar sobre minha paixão: as flores! Sem excessos que competissem com a paisagem que por si só é de tirar o fôlego, o casal optou por bases de vidro e placas de espelho feitas exclusivamente para a ocasião para valorizar a vista. Vidros altos com água exibiam folhas de guaimbê, callas brancas e orquídeas phalaenopsis brancas no caminho até o altar. No altar, em frente ao Cristo, volumosas cascatas de hortênsias brancas, orquídeas e callas para fazer contrapeso com a altura do monumento. Romana substituiu o buquê por uma única haste de rosa branca, uma opção excelente que deixou a mostra o vestido bordado em pedraria.

A minha sugestão para quem não quer gastar muito e dizer sim em um dos muitos cartões postais da nossa capital (Ermida, Praça dos Cristais, Museu Nacional, Torre de TV, Catedral, Dom Bosco, Igrejinha Nossa Senhora Fátima) seria mesmo o minimalismo literal. Colocar vasos pequenos ou com poucas flores nem valoriza o local, tampouco tem presença o suficiente para justificar o gasto. A minha aposta seria a decoração somente do altar ou, até mesmo, decoração nenhuma, um belo buquê, pés descalços e flores no cabelo. Longe de mim querer inibir os noivos descolados de dizerem sim de Havaianas com um ramo de flores colhido na própria quadra. Porque ao final do dia o que vale mesmo é celebrar o amor. Ah… o amor!

Sobre Minha Capital

Veja também

Mais de 400 mil contribuintes ainda não quitaram o IPVA 2020

É possível fazer o parcelamento do débito em até 12 vezes no cartão ou retirar …

Vagas de emprego oferecem salários de até R$ 2,5 mil

Maioria das vagas de trabalho é para nível fundamental As agências do trabalhador terminam a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *